ANTT aprova projeto para expansão de ferrovia

No último dia 2 de julho, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) acatou o planejamento executivo para a implementação da via permanente do trecho entre o km 131 + 260 metros e o km 167 + 300 metros da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico). O trecho fica entre os estados de Mato Grosso e Goiás. A decisão deve desenvolver a infraestrutura ferroviária do território local e potencializar a distribuição da produção agrícola e mineral da região.

MUDANÇAS

A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU), portanto, já está ativa.

Sancionar é um passo importante para o desenvolvimento da Fico, uma construção estratégica que contribuirá para a logística e o transporte de cargas no Brasil. A passagem aprovada é parte essencial para a ligação dos estados Mato Grosso e Goiás. “Essa decisão reflete o compromisso da ANTT em garantir a eficiência e a segurança das operações ferroviárias, promovendo o desenvolvimento econômico e social por meio do setor de transportes terrestres”, argumenta o diretor da agência Luciano Lourenço.

PARA OS PORTOS

A Fico faz parte de uma política para o desenvolvimento logístico do país, que tem como finalidade interligar os polos produtores de grãos do Centro-Oeste até a Ferrovia Norte Sul. Com uma extensão de 888 km, sendo 383 km de Mara Rosa (GO) a Água-Boa (MT) e 505 km de Água Boa a Lucas do Rio Verde (MT); a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste irá escoar a produção de soja e milho do centro norte do estado de Mato Grosso, protagonista da produção de soja do Brasil, em direção aos portos de São Luís (MA), Paranaguá (PR) e Santos (SP).

Fonte: A Tribuna.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Posso ajudar?